Pastilhas de Freio: Saiba quais os tipos existentes

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem Pastilhas de Freio: Saiba quais os tipos existentes

Mensagem por Francisco RJ em Sex 13 Mar 2009, 20:07

Quais os Tipos de Pastilha de Freio?

Orgânica, semi-metálica, metálica, sinterizada ou carbono São tipos de materiais usados na pastilha de freio. Cada um tem diferentes características que afetam o coeficiente de atrito, a durabilidade da pastilha e do disco de freio, assim como o barulho e o pó gerados na frenagem, entre outros. Ao escolher o melhor material para o seu uso considere, além do aspecto técnico, a qualidade e a garantia oferecidas pelo fabricante e revendedor – peças de melhor qualidade lhe trarão economia no médio e longo prazo, além de maior prazer ao pilotar sua moto. A seguir temos uma visão geral de cada tipo, levando em conta apenas o material construtivo e a tendência de resultado final.

Orgânica – Feitas a base de celulose e resina fenólica. Antigamente se utilizava asbesto (amianto) para melhorar as propriedades em altas temperaturas, mas atualmente esse material está proibido por ser cancerígeno. Tem um razoável coeficiente de atrito sob baixos esforços e baixas temperaturas de operação. Desgastam pouco o disco de freio, são baratas e quase não produzem barulho. Por outro lado desgastam-se mais rápido e se degeneram sob alta temperatura (vitrificam). São mais indicadas para uso urbano, sem compromisso com alto desempenho e em motos de pequena cilindrada. São as mais comuns no mercado paralelo.

Semi-Metálica (ou ‘organometálica’) – Estas pastilhas tem, tipicamente, latão, ferro e/ou alumínio adicionados em diferentes proporções à resina, de forma à incrementar suas características em altas temperaturas e a resistência mecânica do composto. São pastilhas excelentes para o uso no dia-a-dia de motos médias (250 a 600 cc.). Em relação às orgânicas, tem um custo pouca coisa superior – largamente compensado pela maior durabilidade, eficiência e sensibilidade. Geram pouco ou nenhum desgaste adicional no disco de freio, mas são mais ruidosas que estas. Ao final, suas qualidades estão tornando-as padrão no uso diário em motos na faixa de 250 a 600 cc. e até em motos maiores (como as Harley-Davidson) - neste caso para as usadas esporadicamente. A maioria das motos médias saem de fábrica com este tipo de pastilha.

Metálica (também ‘organometálica’) – São parentes próximas das semi-metálicas. Levam uma carga maior de pó metálico para se adequarem às exigências de uso das motos de maior cilindrada (acima de 600cc.), mantendo os mesmos benefícios e qualidades. Praticamente todas as motos modernas dessa faixa de cilindrada utilizam originalmente pastilhas metálicas. Assim como as semi-metálicas, estas tem longa vida útil e trazem ao motociclista frenagens mais progressivas e consistentes.

Sinterizada – Estas pastilhas são feitas de uma mistura de metais em pó, tipicamente alumínio, bronze, cobre, ferro e cerâmicas - estes últimos voltados para altas temperaturas, moldada em alta temperatura e pressão de forma que torna-se um bloco sólido e homogêneo. Podem ser formuladas para funcionarem melhor a baixas, médias ou altas temperaturas, porém usualmente tem comportamento apenas mediano quando frias. Também dependendo de sua composição podem ser mais ou menos agressivas ao disco. É a tendência da indústria motociclística de alto desempenho e já são uma realidade nas pistas de corrida.

S-Sinter – Estas pastilhas, são produzidas por um processo especial que lhes dão as boas características das pastilhas sinterizadas para uso no off-road (resistência ao desgaste e ótimo comportamento operando molhada) sem as principais limitações das sinterizadas: acelerado desgaste do disco de freio, demora no aquecimento e preço elevado. Ao contrário, trabalha bem desde fria e é menos agressiva ao disco de freio que uma sinterizada de desempenho equivalente. Já são amplamente usada pelas melhores equipes brasileiras de enduro, rally e motocross com excelentes resultados.

Lonas de FreioSão Produzidas com o mesmo material das pastilhas orgânicas, mas como os sistemas de freio baseados em tambor o esforço a que se submete o material de atrito é menor, este se mostra o mais adequado.
avatar
Francisco RJ
Participante
Participante

Masculino
Idade : 45
Data de inscrição : 22/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem Re: Pastilhas de Freio: Saiba quais os tipos existentes

Mensagem por buzz em Sab 14 Mar 2009, 08:46

Francisco RJ escreveu:Quais os Tipos de Pastilha de Freio?

Orgânica, semi-metálica, metálica, sinterizada ou carbono São tipos de materiais usados na pastilha de freio. Cada um tem diferentes características que afetam o coeficiente de atrito, a durabilidade da pastilha e do disco de freio, assim como o barulho e o pó gerados na frenagem, entre outros. Ao escolher o melhor material para o seu uso considere, além do aspecto técnico, a qualidade e a garantia oferecidas pelo fabricante e revendedor – peças de melhor qualidade lhe trarão economia no médio e longo prazo, além de maior prazer ao pilotar sua moto. A seguir temos uma visão geral de cada tipo, levando em conta apenas o material construtivo e a tendência de resultado final.

Orgânica – Feitas a base de celulose e resina fenólica. Antigamente se utilizava asbesto (amianto) para melhorar as propriedades em altas temperaturas, mas atualmente esse material está proibido por ser cancerígeno. Tem um razoável coeficiente de atrito sob baixos esforços e baixas temperaturas de operação. Desgastam pouco o disco de freio, são baratas e quase não produzem barulho. Por outro lado desgastam-se mais rápido e se degeneram sob alta temperatura (vitrificam). São mais indicadas para uso urbano, sem compromisso com alto desempenho e em motos de pequena cilindrada. São as mais comuns no mercado paralelo.

Semi-Metálica (ou ‘organometálica’) – Estas pastilhas tem, tipicamente, latão, ferro e/ou alumínio adicionados em diferentes proporções à resina, de forma à incrementar suas características em altas temperaturas e a resistência mecânica do composto. São pastilhas excelentes para o uso no dia-a-dia de motos médias (250 a 600 cc.). Em relação às orgânicas, tem um custo pouca coisa superior – largamente compensado pela maior durabilidade, eficiência e sensibilidade. Geram pouco ou nenhum desgaste adicional no disco de freio, mas são mais ruidosas que estas. Ao final, suas qualidades estão tornando-as padrão no uso diário em motos na faixa de 250 a 600 cc. e até em motos maiores (como as Harley-Davidson) - neste caso para as usadas esporadicamente. A maioria das motos médias saem de fábrica com este tipo de pastilha.

Metálica (também ‘organometálica’) – São parentes próximas das semi-metálicas. Levam uma carga maior de pó metálico para se adequarem às exigências de uso das motos de maior cilindrada (acima de 600cc.), mantendo os mesmos benefícios e qualidades. Praticamente todas as motos modernas dessa faixa de cilindrada utilizam originalmente pastilhas metálicas. Assim como as semi-metálicas, estas tem longa vida útil e trazem ao motociclista frenagens mais progressivas e consistentes.

Sinterizada – Estas pastilhas são feitas de uma mistura de metais em pó, tipicamente alumínio, bronze, cobre, ferro e cerâmicas - estes últimos voltados para altas temperaturas, moldada em alta temperatura e pressão de forma que torna-se um bloco sólido e homogêneo. Podem ser formuladas para funcionarem melhor a baixas, médias ou altas temperaturas, porém usualmente tem comportamento apenas mediano quando frias. Também dependendo de sua composição podem ser mais ou menos agressivas ao disco. É a tendência da indústria motociclística de alto desempenho e já são uma realidade nas pistas de corrida.

S-Sinter – Estas pastilhas, são produzidas por um processo especial que lhes dão as boas características das pastilhas sinterizadas para uso no off-road (resistência ao desgaste e ótimo comportamento operando molhada) sem as principais limitações das sinterizadas: acelerado desgaste do disco de freio, demora no aquecimento e preço elevado. Ao contrário, trabalha bem desde fria e é menos agressiva ao disco de freio que uma sinterizada de desempenho equivalente. Já são amplamente usada pelas melhores equipes brasileiras de enduro, rally e motocross com excelentes resultados.

Lonas de FreioSão Produzidas com o mesmo material das pastilhas orgânicas, mas como os sistemas de freio baseados em tambor o esforço a que se submete o material de atrito é menor, este se mostra o mais adequado.

Na teoria até que eles abem pena fazerem uma pastilha tão dura, fisher.
avatar
buzz
Participante
Participante

Masculino
Idade : 58
Data de inscrição : 23/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem Re: Pastilhas de Freio: Saiba quais os tipos existentes

Mensagem por ronaldo cledir da silva em Sab 12 Maio 2012, 19:31

concluindo qual pastilhas de freio devo usar na b650i?

ronaldo cledir da silva
Participante
Participante

Masculino
Idade : 33
Data de inscrição : 20/04/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem Re: Pastilhas de Freio: Saiba quais os tipos existentes

Mensagem por Maker em Dom 13 Maio 2012, 15:37

ronaldo cledir da silva escreveu:concluindo qual pastilhas de freio devo usar na b650i?

EBC FA-158HH
avatar
Maker
Participante
Participante

Masculino
Idade : 42
Data de inscrição : 30/06/2010

http://juridicogyn.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem Re: Pastilhas de Freio: Saiba quais os tipos existentes

Mensagem por andrei_ctba em Dom 13 Maio 2012, 20:43

tenho pastilhas EBC HH na minha srad 08, e sinceramente achei muito dura e falta aquela alicatada nos freios sem falar q fazer chiado na hr de freiar....

andrei_ctba
Participante
Participante

Masculino
Idade : 36
Data de inscrição : 26/10/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem Re: Pastilhas de Freio: Saiba quais os tipos existentes

Mensagem por minholi em Dom 13 Maio 2012, 20:51

Eu troquei recentemente as originais por EBC HH, o chiado praticamente sumiu e a pegada do freio melhorou, mas acho que mais por conta da troca das linhas por aeroquip e do fluído por DOT 5.1.
avatar
minholi
Participante
Participante

Masculino
Idade : 40
Data de inscrição : 30/12/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem Re: Pastilhas de Freio: Saiba quais os tipos existentes

Mensagem por Maker em Sex 25 Maio 2012, 16:24

minholi escreveu:Eu troquei recentemente as originais por EBC HH, o chiado praticamente sumiu e a pegada do freio melhorou, mas acho que mais por conta da troca das linhas por aeroquip e do fluído por DOT 5.1.

Aeroquip eu não tenho... mas botei DOT 5.

Estou muitíssimo satisfeito com o resultado.

O próximo jogo vou tentar conseguir carbone loraine pra ver qual é...
avatar
Maker
Participante
Participante

Masculino
Idade : 42
Data de inscrição : 30/06/2010

http://juridicogyn.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem Re: Pastilhas de Freio: Saiba quais os tipos existentes

Mensagem por Augusto81 em Qua 03 Out 2012, 12:36

Estou afim de colocar ebc hh na minha bandit 1200, coloquei uma tabajara por enquanto, to ficando louco p causa do ruído. O que vcs recomendão?
avatar
Augusto81
Participante
Participante

Masculino
Idade : 35
Data de inscrição : 07/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem Re: Pastilhas de Freio: Saiba quais os tipos existentes

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum